Conceitos – FAQ

  1. Quais são as tecnologias em saúde?
  • Tecnologia dura: equipamentos/máquinas, medicamentos normas e estruturas organizacionais;
  • Tecnologia leve-dura: contempla o conhecimento formal profissional, os saberes estruturados (clínica, epidemiologia), organizados, normalizados;
  • Tecnologia leve: engloba as relações interpessoais, estratégias de acolhimento e promoção do vínculo e da autonomia dos pacientes. Gestão do processo de trabalho (Mehry, 1997).
  1. O que é uma Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS)?

A Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) auxilia o processo de tomada de decisão e tem papel fundamental no fortalecimento do uso racional de medicamentos, equipamentos e procedimentos assistenciais na área da saúde. É um campo inter e multidisciplinar com foco na análise baseada em evidências científicas que avalia quesitos de segurança, efetividade, eficácia, eficiência e impacto clínico e social das políticas públicas de incorporação de tecnologias em saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) (CASTRO e ELIAS, 2018; GOODMAN, 1998 apud. BRASIL, 2009).

  1. Qual a relevância da ATS?

A ATS utiliza as melhores evidências científicas disponíveis auxiliando tanto o processo de tomada de decisão quanto a gestão dos recursos financeiros, humanos, físicos e logísticos. Desta maneira, fortalece o uso racional de medicamentos, equipamentos e procedimentos assistenciais na área da saúde. Além disso, orienta os profissionais de saúde e usuários em relação aos custos e benefícios da tecnologia estudada.

  1. Quais são os principais tipos de estudos usados em ATS?
  • Ensaios clínicos: estudos que comparam a eficácia de uma ou mais tecnologias diretamente em pacientes, em condições controladas.
  • Estudos observacionais: usados para avaliar o desempenho dos tratamentos de saúde no mundo real, fora de condições controladas.
  • Estudos econômicos: representados principalmente pelos estudos de custo-efetividade, são usados para definir qual a melhor forma de se empregar os recursos financeiros de um sistema de saúde para se obter o maior benefício para a população.
  1. O que é um Parecer Técnico-Científico (PTC)?

O parecer técnico-científico (PTC) é um tipo de estudo de ATS que consiste em uma ferramenta de resposta rápida para dar suporte à gestão e à tomada de decisão em saúde baseada em evidências científicas. Embora envolva uma revisão da literatura menos extensa e abrangente que uma revisão sistemática e seja de execução e elaboração mais rápidas, representa um relato sistematizado e abrangente do conhecimento possível de ser fornecido no tempo disponível e com qualidade necessária para auxiliar a tomada de decisão.

  1. O que é uma Nota Técnica de Revisão Rápida (NTRR)

As notas técnicas de revisão rápida (NTRRs) são estudos de ATS que envolvem métodos de revisão rápida da literatura mais sucintos que o PTC.

  1. O que é uma Revisão Sistemática (RS)?

A revisão sistemática é um tipo de estudo secundário, utilizados sados para reunir de forma organizada os estudos científicos já existentes sobre um novo tratamento. Realiza uma síntese de evidências científicas, provenientes de estudos primários por meio de uma metodologia abrangente, rigorosa e reprodutível. As revisões sistemáticas podem variar em seus métodos dependendo dos estudos primários analisados.

  1. Onde encontrar estudos brasileiros de ATS?

Na única base de dados de estudos de Avaliação de Tecnologia em Saúde (ATS) na língua portuguesa e na América Latina, disponível via web e aberta ao público Link para o Sistema de Informação da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologia em Saúde (SISREBRATS).

Link: http://rebrats.saude.gov.br/sisrebrats

  1. O que é Monitoramento do Horizonte Tecnológico (MHT)?

Consiste em um processo de rastreamento de tecnologias novas, que estão em fase de aprovação ou recém aprovadas; e as emergentes, que ainda não foram adotadas pelo sistema de saúde no País, e tem por objetivo alertar os tomadores de decisão quanto à existência e potenciais consequências da incorporação das tecnologias para o sistema de saúde, prevenindo uma introdução desorganizada. Este modelo é amplamente utilizado, parcial ou integralmente, por diversas redes de Avaliação de tecnologias em saúde (ATS), membros da EuroScan e envolve etapas cujo objetivo é obter um relatório baseado na melhor evidência disponível para auxiliar no processo de decisão de rastreamento, incorporação ou retirada de tecnologias.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support